Cuidado elas estão bombando.

Cuide bem do seu cachorro nos dias quentes do verão

Maria Vianna
Filhotes precisam beber muita água no verão. Foto: Divulgação
RIO - Não são só os humanos que sofrem com o calor. Os cães precisam de cuidados especiais nesta época do ano para não correrem o risco de desenvolver algum problema de saúde. O veterinário Mário Marcondes dos Santos, diretor clinico do Hospital Veterinário Sena Madureira, em São Paulo, e autor do recém-lançado "Guia da Saúde do Pet", explica que o principal cuidado no verão é manter os bichos sempre hidratados, em ambientes arejados e frescos.
É preciso manter o bebedouro limpo, com água fresca e abundante durante todo dia e também à noite
- A água deve ser oferecida à vontade, ou seja, os donos devem deixar sempre um prato com água disponível para o animal. É preciso manter o bebedouro limpo, com água fresca e abundante durante todo dia e também à noite - explica o veterinário.
Na hora de passear com o cachorro, fique de olho na temperatura do chão. Nada de sair nas horas mais quentes do dia. O ideal é ir à rua antes das 9h ou depois das 18h, e preferir sempre andar na sombra. Dependendo do calor do asfalto, a pata dos cães pode acabar com queimaduras. Evitar o sol também protege contra o câncer de pele, uma doença relativamente comum entre os cachorros que costumam passar o dia ao ar livre.
- Os animais com pelagem branca e curta são os mais predispostos. Para prevenção, deve-se utilizar protetor solar fator de proteção 30 próprio para cães. Os protetores para cães possuem um sabor amargo que evita que o animal retire o produto com a lambida. Deve-se aplicar o produto nos locais mais expostos ao sol como ponta das orelhas, barriga e focinho.
De olho nos parasitas e nos ouvidos
A infestação por pulgas e carrapatos costuma ser mais frequente nos meses mais quentes. Para prevenir estes tipos de parasitas, o ideal é usar medicamentos orais ou tópicos (conhecidos como anticoncepcionais para pulgas e carrapatos) a cada 21 dias.
- A dirofilariose (doença do verme do coração) também é comum nesta época já que é transmitida pela picada de um mosquito, principalmente nas regiões litorâneas ou com pernilongos. Para prevenir a doença, é preciso usar medicação preventiva a cada 30 dias.
Donos de animais que gostam de nada ou se refrescar na água devem prestar atenção especial aos ouvidos. O ideal é proteger o canal auditivo com algodão parafinado para evitar as otites.
Prevenir pulgas e carrapatos ajuda a proteger a saúde do animal. Foto: Divulgação
- A otite é comum nesta época já que o conduto auditivo é úmido. Com o calor, a região fica mais predisposta à proliferação de microorganismos como fungos e bactérias.
O veterinário lembra que todos os cães, independentemente da idade, devem receber cuidados no verão. Porém, os mais frágeis, velhos, filhotes ou com doenças crônicas precisam de mais cuidados.
- A recomendação vale também aos animais obesos, que por serem muito gordos têm maior dificuldade em perder calor para o ambiente externo. Por isto, mantê-los em ambientes arejados e frescos é de suma importância.

Comentários

  1. Boas dicas !!!
    Gostei do sei blog. Vou te seguir !!
    Me segue também ?
    Beijos
    http://cibasdiary.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas