sábado, 5 de fevereiro de 2011

Antenção Mamães.

Que tal você decorar o quarto de do seu bebê?

Achei essa decoração fofa demais e resolvi postar aqui para as mamães de plantão.

Tons mais fortes predominam no quarto da pequena Alicia, trazendo alegria e vivacidade para o espaço, que precisou ser adaptado depois que a família resolveu mudar de casa. Um desafio para a arquiteta Patrícia Casari, que criou um novo projeto a partir de móveis já existentes, em um espaço com medidas diferentes.

Adepta de cores mais intensas, a mãe da criança fez questão do vermelho. Do porta-maternidade ao kit de berço, o tom aparece em cada canto, em contraste com a marcenaria branca e os acessórios em tons de azul e rosa-queimado. “Essa é uma boa proposta para quem quer fugir do tradicional. Mesmo com cores mais fortes, conseguimos deixar o projeto harmonioso e romântico”, revela a arquiteta. Veja 10 soluções adotadas no ambiente.



1. Nas paredes, priorize soluções simples e econômicas. O trabalho da artista plástica Ana Luisa de Paula mescla pintura e recortes de flores e pássaros de MDF, que encantam e trazem movimento à proposta.

2. Na hora de definir o layout, atenção para o posicionamento do berço. Coloque-o longe de janelas, para proteger o bebê de correntes de ar. Para a total segurança do nenê, não instale prateleiras acima dele.

3. Se você não quer investir em um tema, trabalhe com cores. Aqui, o enxoval, a cortina e o lustre evidenciam a cor vermelha nos detalhes. O resultado é um ambiente alegre e delicado.



4. Acima do trocador, instale prateleiras-nichos que servem tanto para decorar quanto para guardar pequenas utilidades, como produtos de higiene. Elas são práticas, bonitas e você poderá levá-las quando mudar.

5. A falta de espaço no layout exige soluções funcionais. O sofá-futon substitui a cama de babá e a poltrona e garante mais conforto à mãe e ao bebê na hora de amamentar.

6. Para ganhar espaço atrás da porta, a arquiteta Patrícia Casari optou por encostar o trocador no sofá. O layout ficou tão bem-resolvido que dá a impressão de que se trata de um mesmo móvel.

7. Sob o sofá-futon, em vez da tradicional bicama, foram planejadas gavetas profundas. Elas são usadas para guardar peças maiores como colchas, mantas, edredons e travesseiros.



8. Para não ter um espaço “entulhado”, a arquiteta abriu mão de estantes e armários e priorizou prateleiras finas de acrílico, nichos e baús. Eles dão mais leveza ao espaço, além de contrastar com as bonecas coloridas.

9. Os baús transparentes organizam os brinquedos de forma lúdica e divertida.

10. No trocador, várias gavetas menores que o tamanho-padrão deixam tudo à mão durante as trocas. Vale guardar produtos de higiene, fraldas, camisetas e toalhas.


Não é lindo? Eu particularmente amei.
Bom, espero que vocês tenham gostado.
                                                                                                       Fonte: Portal Decoração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dona Maria não, Mulher! Headline Animator