quarta-feira, 23 de março de 2011

Infecção Urinária.Como diminuir este terror.

 Infecção deve ser tratada para não chegar aos rins


A maioria das mulheres mesmo quando crianças passam por esse terror, segundo pesquisas uma entre dez mulheres já tiveram esse problema pelo menos uma vez. As crianças não ficam livres desse tipo de infecção, nas crianças na maioria das vezes ela está associada as fezes, quando usam fraldas mesmo que as mamães troquem as fezes entram em contato com o canal da uretra e causam a infecção. 

E a anatomia feminina já não ajuda muito facilitando a migração dessas bactérias que já nos meninos a uretra é mais comprida e dificulta a circulação de bactérias.Por isso é importante ensinar as meninas a se limparem da frente para trás, (confesso que dificilmente faço uso desta forma) evitando assim o risco da contaminação.
 Quando adultas as mulheres com vida sexual ativa e que tem predisposição a doença  estão mais propensas a sofrer deste mal com mais freqüência.
 Mas como evitar, o que fazer, como fugir deste horror. 
 Na maioria das vezes apenas seguindo o conselho dos médicos já ajuda e muito a não ter problemas de infecção.
 - Beba água: quanto mais líquido você ingerir, mais terá vontade de fazer xixi, diminuindo o tempo de exposição do corpo às bactérias. Dois litros por dia é o ideal. 

- Urine a cada três horas: depois desse período, aumentam as chances de proliferação da bactéria. A dica vale especialmente nas 24 horas após o sexo – inclusive durante a noite. 

- Sempre urine depois de uma relação sexual: se uma bactéria tiver ficado por ali, o xixi tem boas chances de eliminá-la. 

- Consuma alimentos que contenham lactobacilos vivos para ajudar o intestino a funcionar bem. E todos os dias. 

- Se o seu método anticoncepcional é o diafragma, melhor repensar. O espermicida pode facilitar a entrada das bactérias. 

 Bom é isso, espero ter ajudado e não deixem de investigar pois nos rins isso complica então ir ao médico é a melhor solução. Com certeza todos esses métodos vão fazer parte também da minha vida.

                                                                                     Flavia Torres. 
                                                                                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dona Maria não, Mulher! Headline Animator