Uma Dama que encantou o Brasil.



                      Who are you, Michelle ? Quem é você Michelle ?
 Inteligente, linda, elegante, simples, impactante, negra e mulher. Dificilmente acharíamos poucos adjetivos para esta mulher considerada uma das mais poderosas do mundo. Michelle Obama, mais um exemplo de superação, mais um exemplo da capacidade de um ser humano vencedor.
 Na minha opinião, Michelle Obama é uma mulher vitoriosa, exemplo do poder de Deus na vida desta mulher é exemplo para muitas mulheres, homens e até crianças que venham a conhecer o que Deus fez na vida dela.
 No Blog Olhar Cristão vi a biografia de Michelle e mais uma vez me encantei com sua história de vida.

Tradução de João Cruzué
Advogada, administradora pública da Cidade de Chicago na área de serviços comunitários e esposa do novo Presidente eleito dos Estados Unidos. Michelle LaVaughn Robinson Obama nasceu em Chicago, Estado de Illinois, em 17 de janeiro de 1964.

Michelle foi criada na Zona Sul de Chicago pela família em um apartamento de um dormitório. Seu pai, Frasier Robinson, era operador de equipamentos hidráulicos, guarda bairro e Democrata. Sua mãe, Marian, era secretária do Spiegel, que mais tarde decidiu ficar em casa para cuidar de Michelle e Craig, o filho mais velho. A família foi descrita como pessoas muito unidas que compartilhavam juntas refeições, leituras e jogos.

Craig e Michelle, com 16 meses de diferença de idades, sempre foram confundidos como gêmeos. Os irmãos também compartilhavam do mesmo "quarto", pois dormiam na sala com um lençol servindo de divisória entre eles. Ambos foram criados com ênfase na educação. Os dois aprenderam a ler em casa com a idade de quatro anos, e entraram direto no segundo ano da escola básica sem passar pelo primeiro.

Lá pela 6ª série, Michelle assistia aulas para superdotados, onde aprendeu o francês e freqüentava cursos acelerados. Ela então se matriculou no primeiro colegial de escola pública alta escola de crianças superdotadas onde, entre outras atividades, ela serviu como tesoureira do grêmio estudantil. "Sem falsa modéstia, sempre fomos inteligentes, sempre éramos incentivados e encorajados a fazer o melhor que podíamos, e não somente o que era ordinário," Diz seu irmão Craig. E quando chegou o tempo de ir para a escola, nós queríamos nos matricular nas melhores escolhas que pudéssemos.

Michele concluiu o colegial no colégio Whitney M. Young em Chicago West Loop com classe “Salutorian”. Depois do segundo grau, ela seguiu os passos de irmão, para estudar na Universidade de Princepton, graduando-se com louvor em 1985, com um bacharelado em Sociologia. Michelle continuou seus estudos conquistando um J. D. (Juris Doctor) na Escola de Direito de Harvard em 1988, onde participou das manifestações que exigiam mais oportunidades para estudantes e professores das minorias.

Depois da graduação em Direito, Michelle trabalhou como sócia na filial da Sidley Austin Advogados na área de marketing e propriedade intelectual. Lá por 1989, ela conheceu Barack Obama, seu futuro esposo, um advogado contratado para o verão, para o qual ela foi designada como conselheira. “Eu era de Harvard e ele também era de Harvard, e a firma poderia pensar: nós conseguimos fisgar esses dois” disse Michelle. “Você sabe, houve uma pequena intriga, mas depois de mais ou menos um mês, eu devo dizer, Barack me convidou para sair, e eu pensei, de jeito nenhum. Isto é completamente cafona. Inicialmente ela recusou-se a namorar com Obama, crendo que suas relações como colegas de trabalho tornariam o romance impróprio. Posteriormente ela mudou de idéia e o casal logo se apaixonou.

Depois de dois anos de namoro, Barack propôs: Vamos jantar em um restaurante para celebrar o registro oficial para exercer a advocacia. Então o garçon se aproximou com uma sobremesa e uma bandeja. E havia uma aliança. Eu fiquei completamente em choque. O dois se casaram na Trinity United Church of Christ em 18 de outubro de 1992.

Michelle deixou logo seu emprego para dar início na sua carreira de servidora pública, como assistente do Prefeito Daley; depois como assistente do comissário de planejamento e desenvolvimento da Cidade de Chicago.

Em 1993, ela se tornou diretora executiva do escritório de Parceria Pública de Chicago, um programa de treinamento de lideranças, sem fins lucrativos, que auxilia jovens a desenvolver suas habilidades para ingressar no futuro em carreiras do setor público.

Michele Obama se uniu a Universidade de Chicago em 1996 como Deã associada de serviços estudantis desenvolvendo o primeiro programa de serviço da Escola. Ela trabalhou depois para os Hospitais da Universidade, começando em 2002, como diretora executiva da comunidade de relações comunitárias e assuntos externos.

Em maio de 2005, ela foi indicada como Vice-Presidente de Relações Comunitárias e Assuntos Externos do Centro Médico da Universidade de Chicago, onde ela continua trabalhando exporadicamente. Michelle também gerencia o Programa de Diversidade de Negócios e tem assento em seis quadros administrativos, incluindo o prestigiado Conselho de Chicago para Assuntos Globais e da Escola do Laboratório da Universidade de Chicago.

Michelle Obama chamou a atenção do público pela primeira vez, quando estava ao lado do marido, no dia em que ele pronunciou um poderoso discurso na Convenção Nacional do Partido Democrática, em 2004. No mês de novembro Barack Obama foi eleito para o Senado de Estados pelo Estado de Illinois

Em 2007, ela reduziu suas próprias atividades profissionais para cuidar da família e obrigações de campanha durante o período que Barack esteve concorrendo à indicação de candidato à presidência pelo Partido Democrata. Michele disse que fez um compromisso de ficar longe de casa apenas uma noite por semana - e em campanha somente dois dias por semana e ficar em casa no final do segundo dia, por causa das duas filhas Malia (born in 1999) e Natasha (2001). Foi relatado que a família Obana não tem uma pessoa que cuide das crianças, e que elas ficam com a Vovó Marian, quando os pais estão em campanha. “Eu nunca tinha participado de campanhas a este nível, disse Michele. Eu tenho por costume de aparecer apenas quando é necessário.

Desde que o papel político de seu marido empurrou a família Obama para os holofotes, Michelle tem sido publicamente reconhecida por seu estilo de campanha frio e sóbrio, como também por seu gosto pela moda. Em maio de 2006, Michele foi apresentada na revista Essence com uma das 25 mulheres mais inspiradoras do mundo. Em setembro de 2007, ela foi relacionada na revista "02138" como a 58ª entre os 100 maiores de Harvard, a lista dos alunos mais influentes do ano.Ela também esteve na lista das mulheres mas bem vestidas do ano, em dois anos seguidos da Vanity Fair, como também na lista das mais bem vestidas de 2008 da People Magazine.

Com a eleição de seu marido para a Presidência, Michelle Obama se tornou a 44ª Primeira Dama dos Estados Unidos em 20 de janeiro de 2009.


 Tudo isso é Michelle Obama que não se resume a uma Mulher elegante com seus modelos que realmente são invejáveis, mas Michelle é muito mais a se seguir.
 Que deus continue abençoando esta mulher e que outras mulheres sejam negras ou brancas, americas ou brasileiras, sigam o exemplo de Mulher Vitoriosa que é Michelle Obama.

Obama Family

       

    

   

                                   



                                             Michelle Obama First lady Michelle Obama claps as her husband, US President Barack Obama, addresses the crowd at their first Inaugural Ball, the Neighborhood Ball on January 20, 2009 in Washington, DC.  President Obama is hosting ten Inaugural Balls this eveing. Obama was sworn in as the 44th President of the United States today, becoming the first African-American to be elected President of the US. (Photo by Win McNamee/Getty Images) *** Local Caption *** Michelle Obama

              Parabéns Michelle pela sua simplicidade e simpatia que deixou de presente para nós brasileiros.

                            

Comentários

  1. Oi Flávia,

    A Paz.

    Não foi na "Revista Olhar Cristão" que você viu esta matéria. peço perdão para informar corretamente: que foi no meu Blog Olhar Cristão. Sou amigo do pessoal da Revista, mas não sou o editor dela.

    Eu gostei muito de traduzir esta biografia. A biografada, merece.

    Abraço.

    Tudo o que precisar do meu blog está a sua disposição.

    Irmão João.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas