sexta-feira, 13 de maio de 2011

Sobrancelhas bem feitas.

 Na linha "faça você mesma" as sobrancelhas sempre são uma incógnita, a gente nunca sabe se está tirando muito ou pouco, se usa a tesourinha para corrigir ou somente a pinça. Então pra evitar erros o melhor mesmo é seguir conselhos de quem entende do assunto. 
Segundo o maquiador Roosevelt Vanini, do salão C.Kamura, em São Paulo, além do olho clínico o profissional deve respeitar a natureza de cada um. Portanto, nada de mudanças muito radicais. “Uma limpeza básica faz diferença até quando se tem poucos pêlos, pois evidencia e aproxima os fios que já existem”, explica Roosevelt. Para ele, o maior risco de estragar o desenho original está em afinar demais. Assim, a moderação é a base da boa modelagem, seja ela feita com pinça, cera depilatória, linha e até micropigmentação e coloração com henna.


AQUI VOCÊ CONFERE O QUE FAZER OU NÃO FAZER QUANDO O ASSUNTO É SOBRANCELHA:

• Homem: tirar ou não tirar – Não só pode como deve eliminar os fiozinhos a mais que dão ar de cansaço e descuido. Não vale tirar demais ou modelar. “A dica é puxar um fio sim e outro não (dos excedentes, claro), para ninguém perceber que os pelinhos foram retirados”, ensina Roosevelt Vanini.

• Na mulher madura – Sobrancelha muito grossa envelhece o rosto, pois faz parecer que a pálbebra está caída. “Uma boa limpeza pode até adiar a cirurgia plástica”, brinca o expert do salão C.Kamura.

• Com pequenos defeitos – Deve-se limpar, sim, mesmo quando há marcas. Para o especialista existe diferença entre falha e pontos ralos. “A primeira é causada por queda ou cicatriz de acidente e até raspagem com lâmina. Nesse caso, o profissional deve tirar apenas em volta da falha, nunca muito próximo. Já os últimos são características das sobrancelhas que começam retas e depois se espalham, como a das orientais. Mas ao serem delineadas corretamente acaba-se com a sensação de que faltam pelinhos.

• Escuras demais – A solução é clareá-las com um truque de make-up: aplicar corretivo com pincel e bem de levinho para quebrar o escurão. Outra tática é usar tinta especial para cílios no tom próximo da raiz dos cabelos.

• Muito finas – “Vale a pena indicar estimulante de crescimento, como o da Talika, e retirar o menos possível, para não afinar mais ainda”, indica Roosevelt.

Para iniciantes

Quem ainda não domina bem o assunto pode usar a regra geral ilustrada acima: colocar um lápis na lateral do nariz, imaginando uma linha vertical (A). O ponto de encontro com o supercílio indica o início. Depois, fazer uma reta
do canto do nariz à parte externa da íris (B), determinando o ponto de curvatura. Para saber onde a sobrancelha deve terminar, alinhar o lápis da parte externa do nariz à ponta externa do olho (C).

Outra dica para saber onde começa e onde termina a estrutura do supercílio: riscar com o lápis uma moldura na sobrancelha. O que ficar fora do contorno é excesso e deve ser removido. Também há moldes, como os da marca Antonoff, que ajudam nessa etapa. A partir daí inicia-se a operação limpeza. Nestas páginas você acompanha o trabalho feito com pinça.
Branca de neve

Geralmente a sobrancelha de louras e morenas de pele clara segue a textura do cabelo, ou seja, liso e controlado.
Como respeitar a natureza é essencial, o profissional deve controlar o impulso de modificar radicalmente o desenho. “Apenas eliminar os fiozinhos a mais, definindo melhor o formato, já traz grandes efeitos”, garante Rossevelt, do C. Kamura. Cuidado ainda para não afinar e arquear demais, o que deixa o olhar envelhecido e arregalado.


Negra gata

A sobrancelha de mulatas e negras tende a ser mais rebelde e encrespar, assim como o cabelo. Aqui continua valendo a dica de retirar o mínimo possível de fios, para não errar nem deixar o visual artificial. Na hora de modelar, atenção para não puxar os fios que fazem parte da linha original do supercílio. O melhor caminho é a naturalidade, conquistada com limpeza sutil.
                                                                Expresso oriente

Nas representantes orientais os fios da sobrancelha são grossos e nascem espetados para baixo. O cuidado é o mesmo: não exagerar na limpeza, para não afiná-la demais. Isso porque supercílio fino desfavorece o rosto redondo e os olhos sem côncavo definido, características da etnia. A espessura ideal é a mais cheia, que ajuda a unir os fios, cria desenho harmonioso e amplia o olhar.

Fonte:Uol


Um comentário:

  1. Estão lindas, porem o ANTES ñ era tão feias assim, apenas estão despenteadas :)

    ResponderExcluir

Dona Maria não, Mulher! Headline Animator